Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11690/1977
Authors: Konrad, Augusto Otto Kuck
Title: Guerra fria Irã-Arábia Saudita: estudo de guerras de procuração na Síria
Keywords: Irã;Arábia Saudita;Guerras de Procuração;Guerra Civil da Síria;Conflito Irã-Arábia Saudita
Issue Date: 2021
Publisher: Universidade La Salle
Citation: KONRAD, A. O. K. Guerra fria Irã-Arábia Saudita: estudo de guerras de procuração na Síria. 2021. 68 f. Trabalho de Conclusão (graduação em Relações Internacionais) - Universidade La Salle, Canoas, 2021. Disponível em: http://hdl.handle.net/11690/1977. Acesso em: 10 ago. 2021.
Abstract: Atualmente o Oriente Médio se encontra em um período conturbado de guerras e conflitos, muitos podem ser traçados para uma rivalidade entre Irã e Arábia Saudita pela liderança regional. Esse estudo tem como objetivo mostrar como essa rivalidade se dá por meios indiretos, usando de terceiros em guerras de procuração, dando apoio de forma militar, financeira e política, uma verdadeira “guerra fria”. A pesquisa foi feita pelo método qualitativo com o levantamento de dados históricos por meio de uma pesquisa bibliográfica. Foi realizada por meio de um estudo histórico do desenvolvimento dessa rivalidade, traçando suas origens na Revolução Islâmica de 1979 e como a fase atual se iniciou na Primavera Árabe em 2011. Foi efetuada uma análise de formas nas quais Teerã e Riade conduzem guerras de procuração, baseada na teoria de Andrew Mumford. Para este fim foram estudados vários casos e episódios de intervenção em guerras de procuração, com a Síria servindo para um estudo de caso mais aprofundado. Foi concluído que a fase atual do conflito começa como consequência da Primavera Árabe, que desestabilizou a região e moveu ambos países para adotarem uma postura proativa como forma de controlar a insegurança causada, como também o retorno de suas antigas desavenças. Também foi visto que a estratégia de guerras de procuração do Irã e Arábia Saudita são diferentes, com os sauditas preferindo o uso de seu capital para apoio financeiro e sua influência política, enquanto os iranianos formaram uma rede de milícias e grupos paramilitares como proxies em toda e região. Ainda assim na Guerra Civil da Síria fazem o uso extenso de guerras de procuração de todas as formas possíveis: pela provisão de pessoal, material, apoio financeiro e apoio político para seus proxies.
metadata.dc.contributor.advisor: Feddersen, Gustavo Henrique
Appears in Collections:Trabalhos de Conclusão de Graduação (Relações Internacionais)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
aokkonrad.pdfOpen Access465.26 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.