Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11690/1988
Autor(es): Ferrão, Bruna Silva
Título: Prevalência de insatisfação e/ou distorção de imagem corporal em adolescentes do ensino médio de uma escola pública do município de Camaquã/RS
Palavras-chave: imagem corporal;adolescentes;distorção corporal
Data do documento: 2021
Editor: Universidade La Salle
Citação: FERRÃO, B. S. Prevalência de insatisfação e/ou distorção de imagem corporal em adolescentes do ensino médio de uma escola pública do município de Camaquã/RS. 2021. 26 f. Trabalho de Conclusão (graduação em Nutrição) - Universidade La Salle, Canoas, 2021. Disponível em: http://hdl.handle.net/11690/1988. Acesso em: 11 ago. 2021.
Resumo: Junto ao interesse de fazer parte da representatividade de beleza, os adolescentes traçam objetivos buscando se adequar às exigências da sociedade, repercutidas principalmente pela mídia. Sabe-se que o excesso de peso durante a adolescência é um dos principais gatilhos para o desenvolvimento de insatisfação com a própria imagem e, por consequência, de distorção da imagem corporal, configurando um dos primeiros sinais de transtornos alimentares. Assim, o presente estudo teve como premissa avaliar a existência de insatisfação corporal e/ou de distorção de imagem corporal entre adolescentes estudantes do ensino médio de uma escola pública do município de Camaquã, no Rio Grande do Sul, a fim de informar e alertar os pais ou responsáveis e a sociedade para o problema. A metodologia utilizada foi um estudo transversal e quantitativo. Os participantes desta pesquisa foram 91 adolescentes estudantes de ensino médio de uma escola pública com idades entre 13 e 17 anos. A coleta de dados foi realizada uma avaliação por meio de um questionário online e foi utilizada a escala proposta de Stunkard para analisar a percepção corporal em cento e vinte adolescentes com idade entre 13 e 17 anos, sendo 67 do sexo feminino e 24 do sexo masculino. Os resultados demonstraram que a maioria dos adolescentes apresentou estado de eutrofia segundo as curvas de IMC para idade da Organização Mundial da Saúde (OMS). A distorção da imagem corporal ocorreu em 53,8,3% de adolescentes do sexo feminino e 16,7% do sexo masculino.
Orientador(es): Araujo, Carina de
Aparece nas coleções:Trabalhos de Conclusão de Graduação (Nutrição)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
bsferrao.pdf
  Until 2070-01-01
Closed Access604.98 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.