Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11690/2000
Authors: Melo, William Thomasini de
Title: O personagem garganta e o poder do discurso
Keywords: discurso;polifonia;dialogismo;poder;bichos
Issue Date: 2020
Publisher: Universidade La Salle
Citation: MELO, W. T. O personagem garganta e o poder do discurso. 2020. 22 f. Trabalho de Conclusão (graduação em Letras - Português) - Universidade La Salle, Canoas, 2020. Disponível em: http://hdl.handle.net/11690/2000. Acesso em: 11 ago. 2021.
Abstract: “A revolução dos bichos”, de George Orwell, é um romance satírico que faz uma paródia da Revolução Russa. As representações dos animais como seres humanos são tão inteligentes, que a obra acaba sendo, também, uma paródia de qualquer sociedade humana, de forma atemporal. No enredo, o tirano porco Napoleão comanda, soberano, uma granja que outrora foi comandada por seres humanos. Sem qualquer tato para relações interpessoais e pouco afeito a discursos e comunicados em público, passa essas tarefas para o porquinho Garganta, que é o oposto nesses quesitos. Esta, passa a ser o porta-voz do líder da granja. Este artigo pretende analisar o discurso do personagem Garganta através das teorias de Mikhail Bakhtin(1990) e Michel Foucault(2006), apontando recursos e conceitos dos dois teóricos nas falas do porquinho ao longo de toda a obra. Durante o desenrolar do artigo, vou mostrando como o porco maneja as palavras, manipula e convence, sempre utilizando do discurso como sua principal arma.
metadata.dc.contributor.advisor: Rosa, Lúcia Regina Lucas da
Appears in Collections:Trabalho de Conclusão de Graduação (Letras - Português)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
wtmelo.pdf
  Until 2070-01-01
Closed Access182.2 kBAdobe PDFView/Open Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.