Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11690/2132
Authors: Santos, Naira Liedke B. dos
Title: Estado nutricional, qualidade da dieta e conhecimento alimentar de universitários do município de Canoas – RS
Keywords: Estado nutricional;Qualidade da dieta;Conhecimento alimentar
Issue Date: 2015
Publisher: Universidade La Salle
Citation: SANTOS, N. L. B. Estado nutricional, qualidade da dieta e conhecimento alimentar de universitários do município de Canoas – RS. 2015. Trabalho de Conclusão (graduação em Nutrição) - Universidade La Salle, Canoas, 2015. Disponível em: http://hdl.handle.net/11690/2132. Acesso em: 09 set. 2021.
Abstract: Os índices de sobrepeso e obesidade têm aumentado significativamente nos últimos anos, no Brasil e no mundo, configurando um problema de saúde pública mundial, descrito pela Organização Mundial da Saúde. Esse aumento significativo representa a elevação do aparecimento das doenças crônicas não- transmissíveis, que foram responsáveis, no ano de 2007, por mais de 70% dos óbitos no nosso país. As razões para essa inadequação no estado nutricional podem estar associadas a uma má alimentação e inatividade física da população. Apesar da ampla divulgação de informações nos últimos anos sobre alimentação saudável, apenas 25% dos pacientes aderem ao tratamento de mudanças no estilo de vida. Um dos motivos para essa baixa adesão se dá ao uso inadequado do conhecimento, pois esse só serve de instrumento para a mudança se há no indivíduo o desejo de mudar. Diante disto, este estudo de corte transversal teve por objetivo investigar e relacionar o estado nutricional, a qualidade da dieta e o conhecimento alimentar de universitários do município de Canoas. A coleta de dados foi realizada no Centro Universitário La Salle, através de questionários elaborados pelo Ministério da Saúde e pela Universidade de Brasília. A amostra totalizou 376 acadêmicos (n=376) das mais diversas áreas do conhecimento. Os resultados obtidos foram 50,7% dos participantes com sobrepeso e obesidade. Pode-se concluir que a qualidade da dieta é ruim, onde 50,7% obtiveram média menor ou igual a 0,6. O conhecimento alimentar foi considerado bom com 59,6% dos universitários obtendo média maior que 0,6. Não houve associação significativa entre conhecimento alimentar, qualidade da dieta e estado nutricional. Mas, apesar disso, pode-se observar que o primeiro é considerado bom, enquanto que os dois últimos encontram-se inadequados. O que reforça a idéia de que apenas possuir a informação correta não é suficiente para mudança de hábito do paciente. Entretanto ele necessita, da solução das dificuldades que envolvem o complicado processo de se alimentar, levando-o a condições que modifiquem na prática o seu hábito de dietético e, com isso, ocorra uma proteção e melhora na sua saúde. Nesse aspecto se torna clara a importância de renovações na atuação profissional do nutricionista para que haja efetividade na aderência aos novos hábitos alimentares e dietéticos dos pacientes.
metadata.dc.contributor.advisor: Franco, Carmem
Appears in Collections:Trabalhos de Conclusão de Graduação (Nutrição)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
n l b santos.pdf
  Until 2070-01-01
Closed Access199.71 kBAdobe PDFView/Open Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.