Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11690/559
Authors: Matte, Vanessa Lague
Title: Efeito da ação de agroquímicos e do estresse sobre o metabolismo de carboidratos de jundiás (rhamdia quelen)
Keywords: Jundiá;Rhamdia quelen;Metil paration;Tebuconazole;Agroquímico
Issue Date: 2013
Publisher: Centro Universitário La Salle
Citation: MATTE, Vanessa Lague. Efeito de ação de agroquímicos e do estresse sobre o metabolismo de carboidratos de jundiás (Rhamdia quelen). 2013. 44 f. Dissertação (Mestrado em Avaliação de Impactos Ambientais) - Centro Universitário La Salle, Canoas, 2013 Disponível em: http://hdl.handle.net/11690/559. Acesso em: 31 mar. 2014.
Abstract: Os agroquímicos contribuem para a poluição ambiental química dos recursos hídricos devido ao uso excessivo e indiscriminado. As maiorias das contaminações ocorrem com concentrações não letais, mas promovendo importante conjunto de alterações fisiológicas em peixes expostos a estes agroquímicos. O jundiá (Rhamdia quelen) é uma espécie de peixe nativo da região Sul e, atualmente, está distribuída pela América do Sul e Central, sendo considerado um bom bioindicador em diversos estudos na área ambiental. Este estudo teve como objetivo avaliar as alterações nas reservas de glicogênio hepático e muscular, lactato e glicose plasmática em jundiás (Rhamdia quelen) submetidos à exposição aguda ao metil paration e ao tebuconazole. Os experimentos foram divididos em duas fases, de modo que a fase 1 avaliou o efeito agudo dos agroquímicos (96 h) CL50 e a fase 2 avaliou diferentes períodos de recuperação (45, 90, 135 e 180 dias) sobre o metabolismo dos carboidratos citados. Os peixes estudados (n= 6) foram divididos em diferentes grupos T1 (controle), T2 (agroquímico), T3 (agroquímico e estresse) e T4 (estresse) submetidos a diferentes condições de presença e ausência de agroquímicos e estresse. Amostras de fígado e músculo foram coletadas e analisadas as concentrações de glicogênio pelo método de Van Handel. As amostras de sangue coletado foram usadas para determinação de glicose e lactato sanguíneo. Nos animais expostos ao metil paration foram observados uma redução (p<0,05) do glicogênio hepático e muscular (T2 e T4) e glicose plasmática (T2, T3 T4). Já o lactato plasmático aumentou no T2 e T4 enquanto no T3 ocorreu uma redução. Durante os diferentes períodos de recuperação o glicogênio muscular e a glicose foram restabelecidos. Com o tebuconazole o glicogênio hepático e muscular, bem como, a glicose plasmática diminuiu. Porém, ocorreu um aumento do lactato. Na fase de recuperação somente o glicogênio hepático foi restabelecido. A partir destes resultados pode-se observar uma maior sensibilidade dos metabólitos plasmáticos ao efeito do agroquímico e do estresse.
metadata.dc.contributor.advisor: Marqueze, Alessandra
Appears in Collections:Dissertação (PPGAIA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
vlmatte.pdf1.94 MBpdfView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.