Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11690/564
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorNordin, Adriane Perachipt_BR
dc.date.accessioned2016-10-19T22:02:07Z-
dc.date.available2016-10-19T22:02:07Z-
dc.date.issued2015-
dc.identifier.citationNORDIN, Adriane Perachi. Avaliação genotóxica in vitro de minerais cristalizados sobre rochas presentes em drenagens de mina de carvão. 2015. 54 f. Dissertação (Mestrado em Avaliação de Impactos Ambientais) - Centro Universitário La Salle, Canoas, 2015 Disponível em: http://hdl.handle.net/11690/564. Acesso em: 19 jul. 2016.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11690/564-
dc.description.abstractA Região Sul do país dispõe da maior reserva de carvão mineral, com aproximadamente 28,8 bilhões de toneladas. Atualmente, o estado com a segunda maior produção de carvão mineral é Santa Catarina. Tanto as atividades de extração como de beneficiamento do carvão acabam gerando um grande volume de rejeitos, sendo que na maioria dos casos esses rejeitos são manuseados/descartados de maneira incorreta, gerando danos não apenas a saúde humana, mas também ao solo, rios, atmosfera e nos organismos vivos em geral. Muitas vezes esses rejeitos, formam drenagens ácidas e em tal ambiente, acabam sendo cristalizados diversos minerais, ainda pouco estudados pela ciência toxicológica. Assim, o objetivo deste estudo foi identificar minerais secundários, bem como o potencial genotóxico das amostras coletadas de drenagem de mina de carvão (DMC) que desaguam no Rio Rocinha (SC). Para identificar este potencial foram aplicados ensaios de genotoxicidade (ensaio Cometa e teste de Micronúcleo), em células V79. A caracterização das amostras foram desenvolvidas por difração de Raio-X e a composição química das amostras foram realizadas através da técnica de Emissão de raios X induzida por partículas (PIXE). De acordo com os resultados foi possível observar que as amostras 1 e 2, por serem mais concentradas em evaporitos e em elementos potencialmente tóxicos, induziram dano ao DNA (P<0,05) apresentando, portanto, um potencial genotóxico, quando comparadas ao controle negativo. Esse aumento de dano pode ser explicado devido o incremento das concentrações de elementos como Al, Cu, Cr, Fe, Ni e Zn nas amostras. Estes elementos são encontrados em grande quantidades e por estarem presentes como elementos majoritários em minerais altamente solúveis em água, tornaram, as amostras genotóxicas em células V79.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherCentro Universitário La Sallept_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.titleAvaliação genotóxica in vitro de minerais cristalizados sobre rochas presentes em drenagens de mina de carvãopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisorSilva, Fernanda Rabaioli dapt_BR
dc.degree.localCanoas - RSpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em avaliação de Impactos Ambientais - PPGAIApt_BR
dc.publisher.countryBRpt_BR
Appears in Collections:Dissertação (PPGAIA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
apnordin.pdf584.15 kBpdfView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.