Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11690/1141
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSilva, Lucas Pisoni dapt_BR
dc.date.accessioned2019-04-13T11:20:35Z-
dc.date.available2019-04-13T11:20:35Z-
dc.date.issued2019-
dc.identifier.citationSILVA, Lucas Pisoni da. Tratamento de efluente têxtil sintético via processos oxidativos avançados e o uso do zebrafish para avaliação ecotoxicológica . 2019. 98 f. Dissertação (Mestrado em Avaliação de Impactos Ambientais) - Universidade La Salle, Canoas, 2019 Disponível em: http://hdl.handle.net/11690/1141. Acesso em: 4 nov. 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11690/1141-
dc.description.abstractO presente trabalho busca avaliar a utilização de 2 (dois) processos oxidativos avançados conhecido como: H2O2/UV e Reagente Fenton visando o tratamento de efluente sintético têxtil, e definir, através dos resultados obtidos, qual oxidante é mais eficaz para aplicação no tratamento do efluente em questão. Para isso utilizou-se o planejamento de experimentos Box-Behnken visando obter parâmetros estatísticos otimizando o processo experimental afim de buscar conhecer os fatores de maior relevância nos processos e suas otimizações. Esse planejamento experimental trabalhou com três fatores e três níveis. Os estudos mostraram que no processo H2O2/UV a eficácia de remoção da cor foi de 55,66% com os fatores nas seguintes condições: H2O2/UV – Tempo = 120 minutos, pH = 11, concentração de H2O2 = 1000 mg L-1. Já no processo Reagente Fenton obtivemos a remoção de cor de 99,55 % com os fatores nas seguintes condições: Reagente Fenton - Razão H2O2:Fe2+ = 45:1, concentração de H2O2 = 0,9862 e pH 3. Também se avaliou a ecotoxicidade nos processos utilizados após os tratamentos em suas melhores condições de degradação e remoção da Cor onde apresentou toxidade aguda no efluente oriundo do tratamento via H2O2/UV o qual proporcionou a mortalidade de 100 % dos animais testados. Já no efluente testado após o processo Reagente Fenton não apresentou mortalidade e nem diferença significativa quando comparado ao grupo controle. Com relação ao efluente bruto, o mesmo apresentou diferença significativa apresentando assim um ambiente tóxico para os animais. Também foi estudado a viabilidade da utilização de rejeitos da indústria Metalmecânica conhecido como cavacos no processo Fenton Heterogêneo. Esse processo se deu de maneira contínua onde se utilizou uma coluna de vidro recheada com o rejeito atingido 99,65 % de degradação do efluente em menor tempo de residência com 1,3149 mg/L-1 de H2O2, sendo essa a menor concentração do estudo demonstrando total relevância e potencial de aplicação. O objetivo deste trabalho é a aplicação de processos oxidativos avançados em efluente têxtil sintético azoico, visando à descoloração, degradação, a busca por melhores condições experimentais e uso de bioindicador (Danio rerio) como parâmetro da eficácia dos processos realizados.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherCentro Universitário La Sallept_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectProcessos oxidativos avançadospt_BR
dc.subjectEfluente têxtilpt_BR
dc.subjectH2O2/UVpt_BR
dc.subjectReagente fentonpt_BR
dc.subjectFenton heterogêneopt_BR
dc.subjectZebrafish (danio rerio)pt_BR
dc.titleTratamento de efluente têxtil sintético via processos oxidativos avançados e o uso do zebrafish para avaliação ecotoxicológicapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisorTaffarel, Silvio Robertopt_BR
dc.degree.localCanoas, RSpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Gradação em Avaliação de Impactos Ambientais (PPGAIA)pt_BR
dc.publisher.countryBRpt_BR
dc.contributor.advisorcoMarqueze, Alessandrapt_BR
Appears in Collections:Dissertação (PPGAIA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
lpsilva.pdf3,22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.