Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11690/2782
Autor(es): Conte, Elaine
Pugens, Natália de Borba
Habowski, Adilson Cristiano
Milbradt, Carla
Título: A pedagogia dialógica em Paulo Freire: dispersões na era digital [capítulo de livro]
Palavras-chave: Diálogo;Era digital;Educação;Riscos
Data do documento: 2019
Editor: Pimenta Cultural
Citação: PUGENS, N. B.; HABOWSKI, A. C.; CONTE, E.; MILBRADT, C. A pedagogia dialógica em Paulo Freire: dispersões na era digital. In: BIEGING, P.; BUSARELLO, R. I. (org.). Mídia e educação: abordagens e práticas. 1. ed.São Paulo: Pimenta Cultural, 2019. p. 52-73. Disponível em: https://www.pimentacultural.com/midia-educacao. Acesso em: 29 abr. 2022.
Resumo: O presente estudo discute a pedagogia do diálogo e suas perspectivas na era digital, a partir dos estudos de Paulo Freire. O diálogo surge como um instrumento didático atrelado ao movimento autenticado na pergunta, aos encontros com o outro e à vida dos sujeitos que, diante das tecnologias digitais, tanto serve para maquiar a realidade no ciberespaço, quanto para criar comunidades de investigação na era digital. O processo de emancipação através do diálogo cultural na era digital acontece através de uma educação intersubjetiva e sensível entre educador e educando mediados pelas tecnologias. A capacidade de acessar experiências estimuladoras de situações, decisões e de responsabilidades no mundo, por meio de atos de reconhecimento digital e de criação educativa cooperativa, possibilitam a abertura ao (re)conhecimento da realidade no acréscimo da conversação com as diferenças, enquanto maturidade intersubjetiva, em um processo interdependente rumo à pedagogia do diálogo.
Aparece nas coleções:Capítulo de Livro (Pedagogia)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
econte.pdfOpen Access302.2 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.