Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11690/552
Autor(es): Naziazeno, Silvano Pereira
Título: Estudo da aplicação de linhagens bacterianas em liquído de escoamento parcialmente tratado proveniente de aterro sanitário
Palavras-chave: Bactérias redutoras;Biorremediação;Bioprocesso
Data do documento: 2012
Editor: Unilasalle
Citação: NAZIAZENO, Silvano Pereira. Estudo da aplicação de linhagens bacterianas em líquido de escoamento parcialmente tratado proviniente de aterro sanitário. 2012. 83 f. Dissertação (Mestrado em Avaliação de Impactos Ambientais em Mineração) - Centro Universitário La Salle, Canoas, 2012 Disponível em: http://hdl.handle.net/11690/552. Acesso em: 25 mar. 2014.
Resumo: O avanço acelerado da industrialização e urbanização no Brasil, nas últimas décadas, gerou uma produção crescente de resíduos sólidos urbanos e industriais, bem como efluentes e lodos oriundos de tais processos. O confinamento de residuos sólidos urbanos em aterros sanitários, produz percolados com alta toxicidade decorrente do teor elevado de matéria orgânica, metais pesado, nitratos e sulfatos. O tratamento desse percolado é necessário, antes de seu descarte, evitando impactos em mananciais. Os bioprocessos são utilizados desde o inicio do século no tratamento de efluentes domésticos e industriais com alta carga orgânica, necessitando apenas do ajuste de alguns parâmetros como o pH e temperatura, considerando que são variáveis importantes no processo de biotratamento. A biorremediação é uma técnica alternativa que se caracteriza por ser natural, por implicar num investimento mínimo e ter baixo consumo energético. Este trabalho investigou a aplicação de bactérias do gênero Pseudomonas aeruginosa e Bacillus cereus, na forma isolada ou consorciada, em processos de biorremediação e sua possibilidade em reduzir teores de nitrato, fosfato, sulfato e/ou nitrogênio total em percolados parcialmente tratados de aterros sanitários. O efluente foi precipitado com tanino, teve seu pH corrigido para 7,5, após a autoclavagem e suplementação com fonte de carbono, recebeu a denominação de efluente tratado. Uma amostra do efluente tratado foi enviada para análise em laboratório quanto a sua composição química antes da inoculação. As linhagens bacterianas foram cultivadas e caracterizadas em laboratório e após seu crescimento foram inoculadas no efluente tratado, que recebeu a denominação de efluente preparado. A inoculação foi feita em frascos de 250 mL e a incubação em incubadora de agitação orbital tipo shaker, a 32º C, 60 ciclos/min, durante 32 dias. Durante o período de incubação foram coletadas amostras dos frascos e plaqueadas, com o objetivo de se verificar o comportamento microbiano e estabelecer assim a curva de crescimento bacteriano. No final período foram coletadas alíquotas e enviadas para análise laboratorial quantos aos parâmetros proposto no experimento. Foi possível observar o crescimento e contagem das colônias e a mudança dos parâmetros avaliados, entre eles a redução dos níveis de sulfato e nitrato do efluente, demonstrando possibilidades futuras de aplicação em bioprocessos de remediação.
Orientador(es): Bizani, Delmar
Aparece nas coleções:Dissertação (PPGAIA)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
spnaziazeno.pdf2.11 MBpdfVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.