Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11690/733
Authors: Fetter, Sabrina Isabel
Title: Estudo florístico e fitossociológico de um remanescente de floresta estacional em área degradada por mineração Canoas
Keywords: Grupos ecológicos;Florística;Fitossociologia;Fitofisionomia
Issue Date: 2016
Publisher: Centro Universitário La Salle
Citation: FETTER, Sabrina Isabel. Estudo florístico e fitossociológico de um remanescente de floresta estacional em área degradada por mineração. 2016. 48 f. Dissertação (Mestrado em Avaliação de Impactos Ambientais) - Centro Universitário La Salle, Canoas, 2016 Disponível em: http://hdl.handle.net/11690/733. Acesso em: 19 jul. 2016.
Abstract: O presente estudo foi realizado no município de Estância Velha, Estado do Rio Grande do Sul, teve como objetivo realizar o levantamento florístico e fitossociológico de um fragmento florestal, em área degradada pela extração do basalto, reconhecendo assim a composição e a estrutura dos estratos arbóreo de um fragmento florestal. Reconhecer a estrutura da vegetação e a relação dos parâmetros amostrados a partir do levantamento florístico e fitossociológico, realizado com a delimitação de 30 parcelas de 10x10 m em uma área de 07 hectares. Em cada parcela foram levantadas todas as plantas com circunferência a altura do peito (CAP) ≥ 15 cm, totalizando 496 indivíduos amostrados. A florística da área inclui 88 espécies arbustivas e arbóreas distribuídas em 33 famílias e 69 gêneros. A família Myrtaceae, com 11 espécies, foi a mais diversa, seguida por Fabaceae (9), Meliaceae (5) Rubiaceae (5), Euphorbiaceae (4), Salicaceae (4) e Moraceae (4). As espécies com maior índice de valor de importância (IVI) foram Allophylus edulis com 36,53, Campomanesia xanthocarpa O.Berg, 22,04 e Cupania vernalis Cambess. 17,30. Constatou-se pela florística, duas subformações no fragmento e, destas, uma foi fisionomicamente distinta pelo estrato inferior, com o predomínio do gênero Psychotria, enquanto a de estrato superior, considerada em estágio médio, foi caracterizada por espécies arbóreas, sendo a espécie, “chal-chal” o Allophylus edulis, família Sapindaceae a de maior frequência, considerada como pioneira e a guabiroba (Campomanesia xanthocarpa O.Berg) da família Myrtaceae. O levantamento na área busca contribuir com mais informações sobre a formação de áreas de Tensão Ecológica caracterizada por fitossociologia do ecossistema da Floresta Estacional Decidual e Semidecidual do Rio Grande do Sul.
metadata.dc.contributor.advisor: Bordignon, Sérgio Augusto de Loreto
Appears in Collections:Dissertação (PPGAIA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
sifetter.pdf2.61 MBUnknownView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.