Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11690/1143
Authors: Silva, Priscila de Souza
Title: Prevalência e fatores associados em relação ao estresse percebido em adultos residentes em área urbana: estudo transversal de base populacional
Keywords: Estresse percebido;Epidemiologia;IMC
Issue Date: 2018
Publisher: Universidade La Salle
Abstract: A obesidade é uma condição anormal de acúmulo excessivo de tecido adiposo que acarreta prejuízos à saúde humana, sendo definida, conforme a Organização Mundial de Saúde, pelo índice de massa corporal (IMC). Estudos sobre a relação entre IMC e estresse percebido têm demonstrado que o estresse psicossocial aumenta a obesidade visceral devido a ativação do eixo hipotálamo adrenal. Nesse sentido, a avaliação do estresse percebido é imprescindível para contribuir na identificação dos motivos que podem provocar situações estressantes, aumentando assim a capacidade de enfrentamento do indivíduo perante essas situações. Pesquisas têm evidenciado que o estresse crônico percebido consiste em um fator importante para o aumento da ingestão de alimentos e ganho de peso em geral. Este estudo é um recorte de uma pesquisa maior denominada Associação entre Ritmo Biológico e Medidas Antropométricas com Alterações Psicológicas Avaliadas pela Adult Self Report: Estudo de Base Populacional em Adultos Residentes na Área Urbana de um Pequeno Município do Rio Grande do Sul e objetivou verificar a prevalência e fatores associados ao estresse percebido. Foi conduzido um estudo transversal, de base populacional, composta por adultos entre 18 a 59 anos, no ano de 2016, de área urbana de pequeno município da região do Vale do Paranhana do Rio Grande do Sul, Brasil. Para avaliação do Estresse foi utilizada a Perceived Stress Scale – PSS, as medidas antropométricas foram obtidas através do cálculo do índice de massa corporal (IMC) e os dados demográficos através de um questionário em como dos prontuários do Posto de Saúde do Município. Os resultados mostram, em uma amostra populacional, que o elevado estresse percebido tem uma alta relação com o aumento do IMC, reforçando a ideia de que estresse e obesidade estão intimamente relacionados.
metadata.dc.contributor.advisor: Walz, Júlio César
Appears in Collections:Dissertação (Saúde e Desenvolvimento Humano)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
psdasilva.pdf1,44 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.