Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11690/2616
Authors: Graebin, Cleusa Maria Gomes
Chagas, Wagner dos Santos
Rosa, Lúcia Regina Lucas da
Title: Bibliotecas vivas das religiões de matriz afro: discussões teóricas e metodológicas.
Keywords: Biblioteca viva das religiões de Matriz Afro;Memória;Memória Social;Religiões Afro-brasileiras
Issue Date: 2021
Publisher: Identidade!
Citation: CHAGAS, W. S.; GRAEBIN, C. M. G.; ROSA, L. R. L. da. Bibliotecas vivas das religiões de matriz afro: discussões teóricas e metodológicas. Identidade!, [S. l.], v. 26, n. 1 e 2, p. 222–242, 2021. Disponível em: http://revistas.est.edu.br/index.php/Identidade/article/view/1203. Acesso em: 26 mar. 2022.
Abstract: O artigo apresenta as reflexões teóricas e metodológicas sobre memória das religiões de matriz afro com o objetivo principal de desenvolver os contornos conceituais de Biblioteca Viva, bem comoos seus procedimentos metodológicos para a sua produção. A discussão teórica e metodológica é inspirada nas ideias de pesquisadores como Maurice Halbwachs, Édouard Glissant, Amadou Hampaté Bâ, Mogobe Ramose, Renato Noguera, Beatriz Nascimento, Luiz Rufino,numa perspectiva epistemológica pluriversal. As Bibliotecas Vivas das Religiões de Matriz Afro são formadas pela memória dos iniciados das comunidades-terreiro. As Sessões de Biblioteca Viva são encontros de iniciados das religiões de matriz afro para falar sobre memórias produzidas a partir das suas experiências em comunidades-terreiro para um público formado por pesquisadores, estudantes de todas as idades e pessoas de outro pertencimento religioso. Durante as sessões, as narrativas memoriais podem ser transformadas em narrativas escritas utilizando oprocedimento metodológico de transcriação.
Appears in Collections:Artigo de Periódico (Pedagogia)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
cmggraebin.pdfOpen Access350.01 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.