Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11690/674
Authors: Kindler, Angela Fatima
Title: Avaliação da citogenotoxicidade das águas do arroio Araçá (Canoas –RS – Brasil) através do sistema Allium cepa
Keywords: Citogenotoxicidade;Efluentes urbanos;Allium cepa
Issue Date: 2016
Publisher: Centro Universitário La Salle
Citation: KINDLER, Angela Fatima. Avaliação da citogenotoxicidade das águas do arroio Araçá (Canoas-RS-Brasil) através do sistema Allium cepa. 2016. 38 f. Dissertação (Mestrado em Avaliação de Impactos Ambientais) - Centro Universitário La Salle, Canoas, 2016 Disponível em: http://hdl.handle.net/11690/674. Acesso em: 19 jul. 2016.
Abstract: O arroio Araçá, um dos principais arroios do município de Canoas, vem sendo utilizado como destino de esgoto sem tratamento, carregando consigo enorme quantidade de resíduos sólidos e poluentes diversos, como esgotos domésticos, industriais, agrícolas e detritos animais. Com este altíssimo grau de contaminação, o arroio Araçá despeja suas águas no arroio das Garças, modificando a qualidade das águas que abastecem as cidades de Canoas e Alvorada, Rio Grande do Sul. A partir disto, o objetivo deste trabalho foi avaliar a citogenotoxicidade de amostras das águas do arroio Araçá, exposto a descargas de efluentes urbanos, através do sistema teste Allium cepa. As amostras de água foram coletadas no final do verão de 2015. Os pontos de coletas foram: (1) Ponto 1: próximo à principal nascente do arroio Araçá, com acesso pela Avenida Nazário; (2) Ponto 2: próximo ao Hospital Nossa Senhora das Graças, com acesso pelo Bairro Cidade Nova e (3) Ponto 3: próximo à BR116, com acesso pelo Bairro Mato Grande. Assim, as sementes da espécie Allium cepa foram expostas a diferentes concentrações das amostras (25%, 50% e 100% v/v). Água de poço do município de Canoas foi utilizada como controle negativo enquanto solução de sulfato de cobre (0,0012 g/L) foi utilizada como controle positivo. Foram contadas 500 células por lâmina, para um total de 5000 células por amostras. O parâmetro para avaliação do efeito mutagênico foi representado pela frequência de micronúcleo. A atividade citotóxica das amostras foi analisada a partir da frequência do índice mitótico e índice de germinação. Não foi observada diferença estatística na avaliação do índice de germinação, porém em relação ao índice mitótico, a exposição às amostras nas concentrações mais diluídas resultou em um aumento da divisão celular. Em relação ao efeito mutagênico foi observado que as concentrações mais diluídas (25 e 50 % v/v) das amostras do ponto 1 e 2 apresentaram um aumento na frequência de micronúcleos quando comparado ao grupo controle negativo. Já na amostra do ponto 3 esse aumento foi observado nas diluições de 50 e 100 % v/v. Em todos os pontos a demanda bioquímica de oxigênio esteve acima do valor de referência. Concentrações aumentadas de metais como alumínio (Al), silício (Si), titânio (Ti), manganês (Mn), ferro (Fe) e cobre (Cu) foram encontradas nas amostras do ponto 1 e 2 quando comparadas à amostra do ponto 3. Assim, as águas do Arroio Araçá, coletadas nos três pontos, apresentaram potencial genotóxico e mutagênico ao sistema Allium cepa devido, possivelmente, à presença de substâncias e materiais poluentes derivados da contaminação urbana.
metadata.dc.contributor.advisor: Silva, Fernanda Rabaioli da
Appears in Collections:Dissertação (PPGAIA)

Files in This Item:
File SizeFormat 
afkindler.pdf1.65 MBUnknownView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.