Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11690/695
Authors: Cardoso, Lucélia Caroline Dos Santos
Title: Avaliação do efeito da tens sobre parâmetros autonômicos e psicofísicos em mulheres pós-menopáusicas
Keywords: Menopausa;Pós-menopausa;Estimulação elétrica nervosa transcutânea;Terapia por estimulação elétrica;Saúde da mulher
Issue Date: 2016
Publisher: Centro Universitário La Salle
Abstract: Introdução: Menopausa é a última menstruação, fenômeno natural a todas as mulheres. Na pós-menopausa, algumas mulheres podem apresentar sintomas desagradáveis, como ondas de calor, dores urogenitais, cefaleias e dores no sistema musculoesquelético. Isso ocorre devido à diminuição da secreção hormonal ovariana e alterações do sistema autonômico. Estudos mostram que mulheres sintomáticas apresentam maior risco para eventos cardiovasculares. A dor também é decorrente de uma complexa atividade autonômica. Para tratamento da dor, a terapêutica de estímulos elétricos sobre o sistema nervoso periférico promove modulação dos estímulos nociceptivos e liberação de opióides endógenos. Conforme estudos revisados, a utilização da Estimulação Elétrica Transcutanea (TENS), através da estimulação direta no sistema nervoso central, tem apresentado resultados de manipulação do sistema autonômico, sendo observada alteração da frequência cardíaca e melhora cognitiva em síndromes demenciais. Tendo em vista essa possibilidade, o presente estudo pretende investigar se a utilização de TENS em baixa frequência é capaz de gerar alterações autonômicas e psicofísicas em mulheres pós-menopáusicas saudáveis. Objetivo: avaliar a efetividade da TENS sobre parâmetros autonômicos e psicofísicos em mulheres pós-menopáusicas. Metodologia: ensaio clínico randomizado, cruzado, duplo cego. Uma amostra de vinte e cinco pacientes foi selecionada conforme critérios de inclusão e exclusão pré-estabelecidos. As funções autonômica e psicofísica foram avaliadas pelo QST e CPM (limiares de dor ao calor e modulação da dor condicionada, respectivamente), além de escalas para avaliação de catastrofismo e qualidade de sono (pela escala de Pittsburgh Sleep Quality Index). Após a aplicação das escalas, as participantes foram submetidas a uma sessão de TENS ativa ou Sham com washout de quinze dias conforme randomização. Todos os sujeitos da pesquisa foram convidados para participar do estudo, e assinaram um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). Este estudo foi registrado e aprovado pelo Clinical Trials. Resultados: Participantes com média de idade de 53 anos foram randomizadas para primeira intervenção ativa (n = 13) ou Sham (n = 12). Queixa de dor foi relatado por 52% das participantes. Quando expostas à intervenção TENS ativo, as participantes apresentaram alterações estatisticamente significativas (p > 0,05) na variabilidade do intervalo RR em eletrocardiograma, diminuição da FC e aumento do limiar da dor. Mesmo padrão não foi observado no grupo quando exposto à intervenção Sham. Níveis pressóricos e modulação da dor condicionada não foram alterados em nenhum dos grupos. Efeitos adversos não foram significativos. Conclusão: TENS apresentou-se como método capaz de modular o sistema nervoso autônomo e gerar alterações autonômicas e psicofísicas em mulheres pósmenopáusicas. Trata-se de um método seguro e de baixo custo, porém mais estudos devem ser realizados a fim de elucidar seus benefícios como possível tratamento para sintomas menopausais e sua ação sobre risco cardiovascular.
Introduction: Menopause is the last menstruation, a natural phenomenon for all women. In the postmenopausal period some women may experience unpleasant symptoms such as hot flashes, urogenital pain, headache and musculoskeletal pain. This is due to the decrease in ovarian hormonal secretion and alterations of the autonomic system. Studies reveal that symptomatic women are at increased risk for cardiovascular events. Pain is also due to complex autonomic activity. For treatment of postmenopausal pain, the therapy of electrical stimuli is used on the peripheral nervous system, which promotes modulation of nociceptive stimuli and release of endogenous opioids. According to revised studies, the use of Transcutaneous Electrical Nerve Stimulation (TENS) in the central nervous system has presented results claiming there is manipulation of the autonomic system, heart rate alteration and cognitive improvement in dementia syndromes. Considering this possibility, the present study intends to investigate whether the use of TENS at low frequency is capable of generating autonomic and psychophysical alterations in healthy postmenopausal women. Objective: to evaluate the effectiveness of TENS on autonomic and psychophysical parameters in postmenopausal women. Methodology: Randomized, double-blind, crossover clinical trial. A sample of 25 patients was selected according to pre-established inclusion and exclusion criteria. The autonomic and psychophysical functions were evaluated by QST and CPM (pain thresholds and conditioned pain modulation, respectively) and scales for catastrophism and sleep quality (using the Pittsburgh Sleep Quality Index). After the application of the scales, the participants were submitted to an active TENS or sham session with a fifteen-day washout according to randomization. All study subjects were invited to participate in the study and signed a Free Prior Informed consent (FPIC). This study was enrolled and approved by the Clinical Trials. Results: Participants with a mean age of 53 years were randomized to first active intervention (n = 13) or sham (n = 12). Pain complaint was reported by 52% of participants. When exposed to the active TENS intervention, the participants presented statistically significant alterations (p> 0.05) in the variability of RR interval on electrocardiogram, decrease in heart hate (HR) and increase in pain threshold. The same pattern was not observed in the group exposed to sham intervention. Pressure levels and modulation of conditioned pain were not altered in any of the groups. Adverse effects were not significant. Conclusion: TENS was presented as a method capable of modulating the autonomic nervous system and generating autonomic and psychophysical alterations in postmenopausal women. It is a safe and low cost method but further studies should be carried out to elucidate its benefits as a possible treatment for menopausal symptoms and to further explore its influence on cardiovascular risk.
metadata.dc.contributor.advisor: Souza, Andressa de
Appears in Collections:Dissertação (PPGSDH)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CARDOSO.pdf1.43 MBUnknownView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.