Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11690/1590
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorWürth, Cátia Rosane da Rocha-
dc.date.accessioned2021-05-04T14:21:01Z-
dc.date.available2021-05-04T14:21:01Z-
dc.date.issued2020-
dc.identifier.citationWÜRTH, C. R. R. Gestión de políticas inclusivas universitarias para migrantes y refugiados: um estúdio sobre el proyecto scholas. 2020. 127 f. Dissertação (mestrado em Educação) - Universidade La Salle, Canoas, 2020. Disponível em: http://hdl.handle.net/11690/1590. Acesso em: 03 maio 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11690/1590-
dc.description.abstractEsta pesquisa de dissertação tem como tema as políticas inclusivas de migrantes e refugiados na educação superior à luz do Projeto Scholas do Papa Francisco. Seu objetivo geral é analisar como se dá a gestão dos processos de inclusão de migrantes nas universidades do Projeto Scholas. O Problema abordado está assim posto: como se dá, no âmbito de Políticas de Gestão, a Inclusão de migrantes nas universidades do Projeto Scholas? Em sua metodologia considera-se uma pesquisa de abordagem qualitativa. Caracteriza-se por ser um Estudo de Caso Múltiplo ao considerar o estudo de universidades ao redor do mundo, que atendam ao quesito: participar do Projeto Scholas e ter uma ação inclusiva com migrantes. A coleta de dados comporta: revisão bibliográfica, a qual se deu (Yin, 2015) por meio de plataformas como Scielo, Capes, e outras, além de uma análise documental, de domínio público, sobre Migrantes e Refugiados do Projeto Scholas e, também através de questionário enviado às universidades envolvidas na pesquisa. A análise dos dados considera a Análise de Conteúdo (Bardin, 2011). O Campo Empírico são as universidades que participam do Projeto Scholas e que possuem algum tipo de trabalho com refugiados. A população de migrantes carece de atendimento voltado às suas principais necessidades. Além disso, as ações disponíveis ainda são recentes, não apresentando um atendimento global para as demandas dos grupos atendidos. A gestão se vê frente a uma demanda que necessita de um planejamento específico. Dessa forma, propomos quatro eixos de políticas inclusivas: Política universitária inclusiva; A cultura da acolhida; Inclusão digital para o mundo do trabalho; A inclusão na vida universitária, além dos programas extensionistas. As considerações finais sugerem a criação de políticas com eixos universais para a inclusão e o exercício da cidadania dos migrantes e refugiados.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade La Sallept_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.subjectPolíticas públicaspt_BR
dc.subjectResponsabilidade socialpt_BR
dc.subjectImigrantespt_BR
dc.subjectRefugiadospt_BR
dc.titleGestión de políticas inclusivas universitarias para migrantes y refugiados: um estúdio sobre el proyecto scholaspt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisorFossatti, Paulopt_BR
dc.degree.localCanoas, RSpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.publisher.countryBRpt_BR
Appears in Collections:Dissertação (PPGE)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
crrwurth.pdfOpen Access1.17 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.