Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11690/588
Authors: Lopes, Edilaine Vieira
Title: Será tão difícil escrever? Ensaio entre a escrita e a escritura – contribuições de Roland Barthes à educação
Keywords: Educação;Roland Barthes;Escrita e escritura;Ensaio
Issue Date: 2011
Publisher: Centro Universitário La Salle
Abstract: RESUMOO presente trabalho é uma Dissertação, a ser apresentada à banca examinadora do Mestrado em Educação como requisito parcial à obtenção do título de Mestre Em Educação pelo Centro Universitário La Salle – UNILASALLE. A escolha pelo ensaio, como método e estilo, se sustenta com base em Larrosa (2004), tendo em vista que o ensaio é um dos gêneros mais fundamentais da modernidade e atende ao meu propósito de produzir uma dissertação de escrita experimental. O enunciado “como diferentes experimentações com o ensino da língua escrita, a partir da prática docente cotidiana, podem ser mais ou menos favoráveis à escritura, no sentido atribuído por Roland Barthes?” segue como demarcação do problema de investigação. O referencial teórico de que este estudo se utiliza é a leitura das obras de Roland Barthes, sobretudo suas três principais, “O rumor da língua” (1984), “O prazer do texto” (1973) e “O grau zero da escrita” (1953). Também há embasamento teórico na tese “A invenção de si e do mundo” (1999), obra de Virgínia Kastrup, que vê a cognição como a invenção de problemas, não apenas como solução ou resolução destes. Com este ensaio, pretende-se investigar os processos de “escrita” (como algo formal, que é ensinado nas escolas e valorizado na sociedade grafocêntrica em que vivemos) e de “escritura”, que parecem ser, com base em Barthes, diferentes e que, portanto, produzem diferentes efeitos na prática cotidiana de ensino e aprendizagem da língua escrita. Percebe-se que a escritura é uma potência, fruto de iniciação, mas também o grau zero da escrita, uma aventura com generalidade simbólica, mais ligada ao prazer, à fruição, ao devir e ao ócio criativo do que, propriamente, aos exaustivos trabalhos de desenvolvimento da escrita. Logo, parece haver ligação entre a escritura e a vida, através de uma relação em que o escritor deixa de ter apenas autoria do texto, abrindo mão de ser o autor e passando a ser usado pela linguagem (em vez de apenas usá-la).
This work is a dissertation, which will be presented to the La Salle University Center’s examining board of the Masters in Education as a partial requirement to the obtainerof my certification. This research lays on Larrosa’s theory (2004), given that his work is one of the most fundamental of modern genres and serves to my purpose to produce a dissertation of experimental writing. The idea of how the different trials with the teaching of written language, from the everyday teaching practice, may be more or less favorable to the indenture, in the sense given by Roland Barthes? narrows this research. Roland Barthes’s theory fundaments this work;the main sources are "The rumor of the tongue" (1984), "The Pleasure of the Text" (1973) and "The zero degree of writing" (1953).Furthermore, the work of Virginia Kastrup "The invention of the self and the world" (1999),-- which considers cognition as the invention of problems, not only as the solution or resolving of those -- influences my analysis of the data. Under this presupposition, the “process of writing" is investigated in two different aspects: as something formal, which is taught in schools valued in society in which we live; and, as a product from different effects on the daily practice of teaching and learning of written language. It has been found that the writing process is “a power and the result of an initiation”; however, it is also the zero degree “an adventure with generally symbolic, more linked to pleasure, enjoyment and leisure to becoming creative than, properly, to the exhaustive work development of writing”. Therefore, it seems that“writing” and “life”relate to each other in different degrees. It happens through a relationship that is established, in which the writer no longer creates the text; but instead, is created by it.
metadata.dc.contributor.advisor: Ratto, Cleber Gibbon
Appears in Collections:Dissertação (Educação)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
evlopes.pdf599.56 kBpdfView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.