Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11690/2063
Autor(es): Silva, Ana Maria Silveira da
Título: Doseamento de iodo e análise de rótulos em amostras de Sal do Himalaia distribuídas na região central do município de Canoas/RS
Palavras-chave: Sal do Himalaia;Iodação;Legislação brasileira para iodação do sal
Data do documento: 2017
Editor: Universidade La Salle
Citação: SILVA, A. M. S. Doseamento de iodo e análise de rótulos em amostras de Sal do Himalaia distribuídas na região central do município de Canoas/RS. 2017. Trabalho de Conclusão (graduação em Nutrição) - Universidade La Salle, Canoas, 2017. Disponível em: http://hdl.handle.net/11690/2063. Acesso em: 01 set. 2021.
Resumo: Anualmente são produzidas aproximadamente 325 mil toneladas do Sal do Himalaia. No Brasil este sal vem sendo largamente difundido nas áreas de nutrição funcional e esportiva. Sabe-se que a categorização de sal para consumo humano deve seguir parâmetros da legislação brasileira para o processo de iodação. O presente trabalho teve como objetivo quantificar o teor de iodo e analisar os rótulos em amostras distribuídas na região central do município de Canoas/RS. Trata-se de um estudo transversal com coletas de amostras realizadas em setembro de 2017. O ensaio foi realizado no Laboratório de Química do Unilasalle conforme os padrões de Vogel, 2002 e Gonçalves, 2006. Os dados foram analisados no programa Microsoft Excel 2010. Foram analisadas 13 marcas de sal refinado designado por “sal do Himalaia” comercializadas no município de Canoas/RS. Em relação à análise de teor de iodo sob a forma de iodeto de potássio, dos resultados encontrados em 13 amostras, 11 foram consideradas insatisfatórias quando comparados aos limites estabelecidos pela Resolução RDC No 23, de 24 de abril de 2013 da ANVISA. Quanto à iodação das amostras 84,62% não continham adição de iodo; 76,92% das amostras não declaravam a origem do produto e 61,54% não declaravam informação da iodação no rótulo. Contudo, observou-se que 68,75% das amostras obtiveram conformidade segundo o check list (Rotulagem Geral Dos Alimentos – ANVISA). Os resultados encontrados neste trabalho sugerem que mais ensaios sejam realizados para que este sal possa ser incluído no programa pró-iodo da ANVISA como prevenção de problemas de saúde pública.
Orientador(es): Hoernig, Bruno Arno
Aparece nas coleções:Trabalhos de Conclusão de Graduação (Nutrição)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
a m s silva.pdf
  Until 2070-01-01
Closed Access277.17 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.