Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11690/3254
Autor(es): Morais, Thiago Maciel
Título: A influência das mídias digitais na linguagem dos jovens: implicações discursivas
Palavras-chave: Linguagens;Análise do discurso;Práticas pedagógicas;Mídias digitais;Tecnologias
Data do documento: 2022
Editor: Universidade La Salle
Citação: MORAIS, T. M. A influência das mídias digitais na linguagem dos jovens: implicações discursivas. 2022. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade La Salle, Canoas, 2022. Disponível em: http://hdl.handle.net/11690/3254. Acesso em: 17 ago. 2022.
Resumo: O estudo foi desenvolvido na linha de pesquisa Culturas, Linguagens e Tecnologias na Educação do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade La Salle (UNILASALLE), e busca analisar a influência das mídias digitais na linguagem de jovens, da comunidade Mundo Novo no município de Manaus, Amazonas, uma vez que muitos deles já vivem do trabalho informal e estudam no horário noturno fora da comunidade. É dentro desse contexto das juventudes periféricas para seus engajamentos e participação social, que as mídias digitais, através de seu discurso e de outros aparatos tecnológicos da globalização, influenciam esses jovens na construção de suas falas. A pesquisa apoia-se na análise do discurso, linguagem e mídias, tendo como referencial teórico os aportes de Pêcheux (2002), Bakhtin (2000), Orlandi (2002), Ianni (2004). Neste sentido, buscamos apoio em normativas legais, como o Estatuto da Juventude (BRASIL, 2013), o Marco Civil da Internet (BRASIL, 2014) e o Estatuto da Criança e do Adolescente (BRASIL, 1990), os quais estabelecem direitos e garantias a esses jovens no mundo vivido, reinterpretando a tessitura dos processos cotidianos emergentes. Para contextualizar a questão das mídias na educação, utilizamos Walter Benjamin (1986, 1987), Herbert Marcuse (1973), Adorno e Horkheimer (1985) e Belloni (2012), em articulação com pensadores da atualidade. A partir de uma pesquisa exploratória e de campo, justificada em um estudo de caso dialógico, foram alinhadas observações e um questionário semiestruturado e entrevistas com os participantes da pesquisa, na perspectiva de visibilizar os saberes-fazeres dos participantes, por meio de um levantamento socioeconômico, e traçamos as relações existentes entre escolarização, poder aquisitivo e inclusão digital desse público. Embora as novas gerações digam que não sentem a interferência das mídias digitais em seus discursos e falas, por transitarem em diversas comunidades, interagirem com flexibilidade e se incluírem em ambiências digitais, verificamos que as redes digitais estão eivadas de ideologias manipuladoras à construção de sentidos para a participação social. Por meio de conversas e indagações com esse público, percebemos o quanto as mídias influenciam o discurso e as experiências de vida desses jovens em territórios subalternizados, pelo fenômeno da aquisição de produtos culturais como celulares de acesso às redes sociais e à conectividade, tornando-se meros consumidores de um mundo hiperconectado.
Orientador(es): Conte, Elaine
Aparece nas coleções:Dissertação (PPGE)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tmmorais.pdfOpen Access1.55 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.